Páginas

terça-feira, 3 de março de 2015

Dilma inaugura maior complexo de energia eólica da América Latina

A presidenta Dilma Rousseff inaugurou nesta sexta-feira (27), o Parque Eólico Geribatu, que integra o maior complexo eólico da América Latina. O parque em Santa Vitória do Palmar atende ao consumo energético de aproximadamente 1,5 milhão de habitantes. Os empreendimentos entregues – parque eólico e sistemas de transmissão associados – estão previstos no PAC2 e somam R$ 2,1 bilhões em investimentos.


“Estamos sendo pioneiros na questão da energia eólica. Sem dúvida, a vocação dessa região vai permitir grande exploração da energia eólica”, salientou a presidenta durante o evento. Dilma ressaltou que nos 4 anos de seu primeiro mandato, a produção de energia foi ampliada em mais de 21 mil MW. “Nós aumentamos as linhas de transmissão, as termelétricas e as eólicas”, destacou ela, ressaltando que em 2015 vai entregar mais 6.400 MW de energia e mais 7 mil km de linhas de transmissão.

A presidenta também destacou a importância do consumo racional de energia no país para garantir o “desperdício zero” e promover a diversificação das matrizes energéticas oferecendo segurança ao país. “A gente tem de defender o atual papel do consumo racional de energia. Consumo racional de energia é aquele que significa não desperdiçar. Desperdício zero”, disse ela.

"Esse sistema, afirmou, hoje inclui a energia eólica como um importante recurso, já que é renovável. “Queremos nosso País com energia limpa e sendo campeão nessa área. Por isso, esse parque eólico também representa mais passo do Brasil para garantir a responsabilidade que temos diante da mudança do clima”, completou.

Enfrentando a crise

Dilma também falou sobre o reajuste nos preços da energia afirmando que são passageiros e foram motivados pela crise hídrica em que o país enfrenta. “Eu quero explicar que os aumentos nos preços da energia são passageiros. Eles estão em função do fato que o Brasil enfrenta a maior falta de água dos últimos 100 anos. Isso não significa que nós vamos ter qualquer problema sério ou mais sério na área de energia elétrica", salientou a presidenta, reafirmando que os investimentos vão continuar. Ela comparou os investimentos em geração de energia com andar de bicicleta. “Se você parar de pedalar, cai. Então, você tem de procurar oportunidades todos os anos para garantir os investimentos em energia”, disse.

A presidenta, sem citar o nome do ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso, lembrou que “nos oito anos da época do racionamento” o governo produziu menos de 21 mil MW. “O que nós produzimos em quatro”, afirmou.

Parque

Além de Geribatu, outros dois parques – Chuí e Hermenegildo – estão em implantação nos municípios de Santa Vitória do Palmar e Chuí. Juntos, os parques formarão o Complexo Eólico Campos Neutrais, gerando aproximadamente 4,8 mil empregos diretos e indiretos.

O Parque Eólico Geribatu, que agrega 258 MW ao Sistema Interligado Nacional (SIN), reúne 129 aerogeradores (2 MW de potência cada), distribuídos em dez usinas, que ocupam uma área de 47,5 quilômetros quadrados.

Geribatu é o maior dos três parques que compõem o Complexo Eólico Campos Neutrais. São quase 170 turbinas eólicas já instaladas em Geribatu e Chuí, sendo 129 e 39, respectivamente. 


Da redação do Portal Vermelho, com informações da NBR e Blog do Planalto